quinta-feira, 10 de julho de 2008

Se não falas

Se não falas, vou encher o meu coração
Com teu silêncio e agüentá-lo.
Ficarei quieto, esperando, como a noite
Em sua vigília estrelada,
Com a cabeça pacientemente inclinada.
A manhã certamente virá,
A escuridão se dissipará, e a tua voz
Se derramará em torrentes douradas por todo o céu.
Então as tuas palavras voarão
Em canções de cada ninho dos meus pássaros,
E as tuas melodias brotarão
Em flores por todos os recantos da minha floresta.

+*+Rabindranath Tagore+*+

* Calcutá, 7 de maio de 1861
+ Calcutá, 7 de agosto de 1941

5 comentários:

*izil* disse...

Espero que as palavras dele realmente venha, pois adoram guarda-lás para si mesmo, abraços
e obrigada pela visita, adoro seu blog
izil

Bill Stein Husenbar disse...

Adorei...

Lindíssimo blog.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

instantes e momentos disse...

belissimo blog, gostei de tudo o que li, do que senti. Parabens lindo blog

Vieira Calado disse...

Um grande poeta!
Cumprimentos

alerts disse...

calm510
card413
randengdaoren
taibaijinxing
xianhe760